UROLITIASE

Small Animal Internal Medicine.

R.W.Nelson & C.G. Couto.

Capítulo 46

Urolitiase em caninos

 

 

 

ETIOLOGIA E PATOGENIA

            Diferença entre urolitíase e cristaluria.

            Localização dos urolitos caninos

            Condições que contribuem a cristalização

TIPOS DE CÁLCULO, AS SUAS CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS E TRATAMENTO

Urolitos de estruvita

Urolitos de oxalato de cálcio.

Urolitos de uratos

Urolitos de sílice

Urolitos de cistina

REAVALIAÇÃO DO PACIENTE COM UROLITIASE


PERGUNTAS COMPREENSIVAS SOBRE UROLITIASE

Em que parte do aparelho urinário localizam-se a grande maioria dos urolitos caninos?

Na bexiga urinária e na uretra

Cite as condições que contribuem a cristalização das sais e a formação de urolitos

1.- Concentração de sais aumentada na urina

2.- PH urinário favorável a cristalização

3.- Centro, ninho ou núcleo de início de cristalização (citratos, glicosaminoglicanos e pirofosfatos)

4.- Concentrações reduzidas de inibidores da cristalização.

Casos especiais como:

5.- Defeito na resorção de solutos ao nível tubular

6.- Hiper- produção secundária de sais pela presença de ITU.

Cite os distintos tipos de urolitos caninos?

Urolitos de estruvita, oxalato de cálcio, de urato, de silicato e de cistina são os principais.

Qual é o tipo de urolito mais frequente nos caninos?

Estruvita.

 

Qual é o factor pré disponente mais importante para a aparição de urolitos de estruvita nos cães?

Presença de ITU.

 

Existem não entanto urolitos de estruvita esterís? Como se formam?

SIM. Actualmente não esta claro o mecanismo de formação de este tipo de urolitos.

 

Existe alguma predisposição sexual no padecimento de urolitiase por estruvita? Qual é a importância frente aos outros tipos de urolitos?

Sim. São muito mais frequentes nas fêmeas que nos machos (isto é devido a que as ITU são muito mais comum nestas últimas e a ITU é um factor essencial para o aparecimento de urolitiase por estruvita).

A importância é que todos os restantes tipos de urolitos são muito mais frequentes nos machos que nas fêmeas.

 

Como se diagnóstica a urolitiase?

Em base a dados:

1.- da anamnese: sintomatologia de CISTITE e de OBSTRUÇÃO (disuria, estranguria, hematúria, polaciuria,....e se há obstrução total aparecem depressão, anorexia e vómito)

2.- Exame físico ( desde assintomáticos, dor ou distensão abdominal, distensão da bexiga, sinais compatíveis com IRA post-renal, dificuldade ou sensação de areia na algaliação,...)

3.- Dados radiográficos e ecográficos.

 

Qual é o método mais sensível para a detecção de cistourolitos?

A cistografia de duplo contraste

Qual é a maior complicação que deve ser vigiada num quadro de urolitiase obstrutiva? Pode por em risco a vida do animal?

Hiperkalemia por IRA post-renal.

Sim, pode por em risco a vida do animal; é uma situação de emergência.

Cite o mecanismo de formação dos urolitos mais frequentemente encontrados nos cães?


 

Quais são os três pilares do tratamento da urolitiase?

1.- Alivio da obstrução ( cistocentese, algaliação,..)

2- Fluidoterapia para restabelecer o equilíbrio hidro-electrolítico.

3.- Dissolução médica ou remoção cirúrgica do cálculo.

 

Sempre se podem tratar os cálculos medicamente?

Não.

a)      Está contra-indicado nos animais com uropatia obstrutiva

b)      Existem cálculos que não podem ser dissolvidos medicamente ( oxalato de cálcio, fostato de cálcio, silicato e cálculos de composição mista)

É mais cara a dissolução médica ou o tratamento cirúrgico?

O preço económico da dissolução médica é comparável ao do tratamento cirúrgico. Inicialmente pode parecer mais cara a cirurgia mas com o número de controlos e o custo elevado das dietas os preços acabam por equiparar-se

Quais são as bases do tratamento médico

1.- Reduzir a concentração de sais calculogénicas na urina.

2.- Incrementar a solubilidade das sais.

3.- Aumento do volume urinário.

4. Medidas profilácticas secundárias (tratar os factores predisponentes com especial atenção a ITU)

 

Como podemos saber que um animal tem uma diurese adequada para prevenção- dissolução de cálculos urinários?

De modo geral uma densidade urinária menor de 1.020 é ideal e os animais devem ter oportunidade de urinar sem restrições.

 

A cada quanto tempo devemos reavaliar os doentes com urolitíase?

A cada mês está indicado uma análise completa de urina e a realização de placas radiográficas para avaliação do tamanho dos urolitos.

Existe recorrência de urolitiase?

Sim. O 25% dos cães com urolitíase recorrem.

 

 

Voltar ao topo

Voltar ao programa

Imprimir este documento